Home / Notícias / União declara áreas livres de aftosa sem vacinação em parte de Mato Grosso

União declara áreas livres de aftosa sem vacinação em parte de Mato Grosso

Publicado por: Rosano Almeida

O Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa) publicou nesta terça (11.08.2020) instrução normativa que reconhece como áreas livres de febre aftosa sem vacinação os Estados do Acre, Paraná, Rio Grande do Sul, Rondônia e parte dos Estados de Mato Grosso e do Amazonas. A última etapa de vacinação contra febre dos bovinos dessa região de Mato Grosso ocorreu em novembro de 2019.

Em MT, a decisão atinge cerca de 500 mil cabeças de gado em uma pequena área do estado, constituída por propriedades de quatro municípios (Aripuanã, Colniza, Comodoro e Juína), e de todas as propriedades do município de Rondolândia.

O documento leva a assinatura da ministra Tereza Cristina e entra em vigência a partir do dia 1 de setembro.

Delineado para ser executado em um período de dez anos (2017-2026), o PE-PNEFA está alinhado com as recomendações da Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) e com as diretrizes do Programa Hemisférico de Erradicação da Febre Aftosa (PHEFA), contribuindo para a erradicação da doença na América do Sul.

Nesses 30 meses de execução do PE-PNEFA, os estados do Rio Grande do Sul e Paraná, mais o Bloco I (Rondônia, Acre, 13 municípios do sul do Amazonas e uma pequena área do Mato Grosso, constituída por parte de cinco municípios) avançaram na execução das ações previstas e estão na fase final para se tornarem zonas livres de febre aftosa sem vacinação, com reconhecimento internacional previsto para maio de 2021.

O próximo passo agora é o envio do pleito de reconhecimento internacional pela OIE ( Organização Mundial de Saúde Animal), que de deve ocorrer até setembro desse anos para ser apreciada na Assembleia Geral de maio de 2021.

A região tem aproximadamente 40 milhões de bovinos, representando 18,5% do rebanho nacional. Atualmente, somente o estado de Santa Catarina, com rebanho de 4 milhões de bovinos, possui reconhecimento internacional como área livre de febre aftosa sem vacinação.

 

Assessoria Acrimat

About rosano

Check Also

Isolamento social eleva risco de alergias em crianças

Além dos pelos soltos dos animais, ácaros, fungos e acúmulo de poeira também são fatores ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *