Home / Notícias / RJ, PR, MG e MT vencem competição on-line que buscou soluções para a Covid-19

RJ, PR, MG e MT vencem competição on-line que buscou soluções para a Covid-19

Projetos das crianças vencedoras vão desde carrinho de compras robotizado até aplicativos de notificações para prevenção do coronavírus; foram mais de mil inscritos

Publicado por: Rosano Almeida

Maio de 2020 – Projetos das crianças dos estados do Rio de Janeiro, Paraná, Mato Grosso e Minas Gerais foram os vencedores do “Hackathon: Combate a Covid-19” – competição 100% on-line da Happy Code com o objetivo de buscar soluções para a prevenção do vírus e conscientizar as famílias. Foram mais de mil inscritos e 60 projetos avaliados na etapa final. As ideias vencedoras vão desde um carrinho de compras robotizado até a criação de aplicativos.

A competição aconteceu durante todo o mês de abril e foi dividida em três etapas: descoberta, ideação e prototipagem e apresentação da solução. A ideia era que as crianças e seus familiares pensassem juntos em soluções para prevenção do novo coronavírus. Os projetos com mais reações no Facebook da Happy Code foram os vencedores:

• Startup Ratech – Aplicativo Corona Out, de Arthur Pessôa, 8 anos, e Raphael Lobato, 10 anos, de Nova Iguaçu – Rio de Janeiro. O aplicativo emite alertas de medidas preventivas toda vez que o usuário sai ou chega em casa.

• INTI – Aplicativo para Idosos, Lucas de Oliveira, 11 anos, e Sophia Neves, de 11 anos, de Londrina – Paraná. O objetivo do app é ajudar a cuidar dos idosos durante a pandemia, com dicas de como melhorar a imunidade, exercícios físicos além de gestão de compras on-line em supermercados e farmácias.

• Carrinhos de compras robotizado, João Vitor, 11 anos, de Uberlândia – Minas Gerais. O carrinho é controlado por meio de um aplicativo, que efetua as compras em supermercados e afins. O carrinho leva as compras de dentro do estabelecimento até o estacionamento do local para que os usuários possam evitar contatos físicos com outras pessoas.

• Agência de Combate ao Coronavírus, Gustavo Tadeu, 10 anos, e Eduardo Gabriel, 10 anos, de Rondonópolis – Mato Grosso. Eles criaram uma agência para pensar em maneiras criativas e engraçadas de manter os pais em casa e conscientizá-los sobre o coronavírus.

Os vencedores desta edição on-line e inédita do Hackathon da Happy Code foram premiados com um kit Exclusivo do Authentic Games, autografado por Marco Túlio, fundador do canal com 18,5 milhões de inscritos, além de uma bolsa de estudos da Happy Code.

Sobre a Happy Code

A Happy Code – maior rede de escolas de programação, maker e robótica para crianças e adolescentes do Brasil, de Portugal, e a terceira maior no mundo – tem como objetivo disponibilizar um modelo educacional que atenda às exigências do século 21, preparando crianças e jovens com o desenvolvimento de habilidades técnicas e socioemocionais fundamentais.

Mais que formar programadores, a Happy Code busca, por meio de um método exclusivo de ensino, o LET – Lean Education Technology – desenvolver habilidades importantes – essenciais hoje em dia – e que no futuro próximo se tornarão também decisórias. São as chamadas soft skills, as competências relacionadas à personalidade e comportamento das pessoas, atreladas às aptidões mentais, emocionais e sociais.

A rede, que conta com 130 unidades espalhadas pelo Brasil, 90 escolas parceiras e mais de 12 mil alunos, está no topo do pódio mundial em número de escolas de programação e tecnologia para o público entre 5 e 17 anos, além de ser referência no ensino de STEAM – Science, Technology, Engineering, Art and Math.

 

Assessoria

About rosano

Check Also

Sicredi doa EPIs para o Pronto-Socorro de Cuiabá, referência no tratamento de Covid-19

Cooperativa Sicredi Ouro Verde MT fez a doação de vários materiais, no valor aproximado de ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *