Home / Notícias / Projeto ‘4º Bravo Lutas’ oferece artes marciais para crianças em Várzea Grande

Projeto ‘4º Bravo Lutas’ oferece artes marciais para crianças em Várzea Grande

As aulas ocorrem todos os dias da semana, nos dois períodos, mas a freqüência de cada criança depende da modalidade em que está matriculada.

Da Assessoria

O lançamento de mais um projeto social da Polícia Militar, o ‘4º Bravo Lutas’, do 4º Batalhão, ocorreu no final da tarde desta quinta-feira (24.01), em Várzea Grande. As atividades são realizadas em um espaço cedido, dentro do Várzea Grande Shopping, com aulas inicialmente de jiu jitsu, judô e karatê para crianças.

Na área de atuação do 2º Comando Regional de Várzea Grande, a PM já mantém outros projetos sociais, entre os quais o de Polícia Mirim nos municípios de Jangada, Poconé e Rosário Oeste.

No caso do ‘4º Bravo Lutas’, as crianças atendidas foram indicadas pelas escolas e o Conselho Tutelar. Claudiane de Paula Silva, mãe de Guilherme, de 10 anos, disse que ficou feliz por seu filho ser um dos selecionados na escola municipal onde estuda. O menino, que costumava ficar muito tempo jogando no celular, gostou da ideia de praticar artes marciais. “Fiquei satisfeita por ser um projeto da Polícia Militar, pela confiança que nos inspira”.

O comandante-geral da PM, coronel Jonildo José de Assis, não prestigiou a oficialização do projeto como conversou familiares e crianças atendidas. Na fala dele destacou a importância da parceria da Polícia Militar com conselho, outros órgãos públicos e a sociedade civil organizadas para o desenvolvimento de ações como essa.

Assis observou que projetos como esse, de prevenção primária, podem não ser vistos com a importância que merecem, mas a médio e longo prazo, com certeza, serão valorizados. “Estamos pensando no futuro, em dar nossa parcela de contribuição”, disse, lembrando que os policiais integram a sociedade, são pais, mães e filhos que querem e trabalham pelo bem comum.

O comandante do 4º Batalhão, tenente-coronel Januário Antônio Edwiges Batista, destacou que os policiais e professores que formam a equipe do projeto são voluntários. O Instituto Lutar, sediado em Cuiabá, por exemplo, está frente dos treinamentos dos alunos com seis professores.

Januário também agradeceu e homenageou representantes de empresas e órgãos como o 2º Comando Regional, Várzea Grande Shopping, Conselho Tutelar, Secretaria de Segurança Pública e Secretaria Municipal de Educação pela parceria e esforços somados visando a efetivação do projeto.

As aulas do ‘4º Bravo Lutas’ ocorrem todos os dias da semana, nos dois períodos, mas a freqüência de cada criança depende da modalidade em que está matriculada.

 

PM/MT

Twitter: @estrelaguianews

About rosano

Check Also

Sicredi doa EPIs para o Pronto-Socorro de Cuiabá, referência no tratamento de Covid-19

Cooperativa Sicredi Ouro Verde MT fez a doação de vários materiais, no valor aproximado de ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *