Home / Internacional / Em reunião do G7 convocada por Trump, Merkel defende OMS

Em reunião do G7 convocada por Trump, Merkel defende OMS

Publicado por Rosano Almeida

Em uma videoconferência convocada pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, com os líderes do G7 nesta quinta-feira (16), a chanceler alemã, Angela Merkel, defendeu as atitudes da Organização Mundial da Saúde (OMS) durante a pandemia do novo coronavírus.

Segundo seu porta-voz, Steffen Seibert, Merkel “destacou que o coronavírus só pode ser derrotado se houver uma resposta internacional forte e coordenada” e, ao defender essa liderança mundial, destacou a atuação da OMS.

Nesta quarta-feira (15), Trump anunciou que estava suspendendo temporariamente o financiamento dado pelo seu país à entidade porque considera que houve uma “má gestão” da pandemia. O republicano ainda afirmou que a OMS “favorece” a China durante o avanço da Covid-19.

Na parte econômica, os líderes de Alemanha, Canadá, Estados Unidos, França, Itália, Japão e Reino Unido – este último representado pelo ministro Dominic Raab, já que o primeiro-ministro Boris Johnson está se recuperando, justamente, da Covid-19 – discutiram os efeitos da crise na economia pós-pandemia.

Segundo o premier canadense, Justin Trudeau, os chefes de governo e de Estado se comprometeram a “fazer qualquer coisa” para “garantir a retomada das economias depois da crise”.

Em nota oficial, a União Europeia informou que os países também definiram que será o G7 quem deve “liderar os esforços globais para construir” o mundo pós-Covid-19 em “forte cooperação com as organizações internacionais existentes e com o multilateralismo como o coração de sua ação”.

 

ANSA

 

 

 

About rosano

Check Also

47 medicamentos antigos podem tratar o coronavírus, segundo novo estudo

Publicado por: Rosano Almeida Pesquisadores da Universidade da Califórnia em São Francisco, nos Estados Unidos, ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *