Home / Cidades / Videomonitoramento será utilizado para proibir circulação de caminhões no Centro

Videomonitoramento será utilizado para proibir circulação de caminhões no Centro

A

O secretário de Mobilidade Urbana, Antenor Figueiredo, esteve reunido com membros do Sindicato das Empresas de Transporte de Cargas no Mato Grosso (Sindmat) para discutir o início do uso do videomonitoramento para coibir a circulação de veículos pesados que trafegam sem autorização nas principais vias do centro de Cuiabá.

A partir de 1º de dezembro, motoristas de caminhões que forem flagrados pelas câmeras de monitoramento trafegando em horários e locais indevidos em Cuiabá poderão ser multados.

“Estaremos usando o videomonitoramento, uma ferramenta legal permitida pelo Código de Trânsito e vamos começar a penalizar os motoristas de caminhões que insistirem em trafegar dentro do perímetro proibido”, explica o secretário

Uma das formas que a Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob) tem usado para diminuir o tráfego desses veículos é por meio da ‘Operação Carga Pesada’. Agentes de trânsito realizaram ações com o objetivo de retirar veículos pesados do perímetro urbano da capital mato-grossense. Em 2017 já autuou 1.022 motoristas por transitarem em horário ou local não permitido pela regulamentação.

“Cumpra-se a lei, se a lei está ai que ela seja aplicada. Nós fizemos sete mil panfletos que distribuímos em diversas cidades orientando as empresas, então, todos estão cientes e quem não cumprir que seja devidamente penalizado”, explicou o vice-presidente do Sindmat, Otávio Fedrizzi

Na região central, só podem circular caminhões com no máximo 10 toneladas. Acima desta medida, apenas entre às 20h e 6h. Nos corredores das avenidas Fernando Corrêa e Miguel Sutil são permitidas a circulação de veículos com até 24 toneladas. Acima disso, somente no mesmo horário pré-estabelecido. Em casos onde as cargas transportadas são perecíveis, nitrogênio, concreto e gás, é necessário que haja uma Autorização Especial de Trânsito para circular nos horários de pico.

 “Temos uma fiscalização um pouco mais rígida com as Autorizações Especiais de Trânsito (AET). Eu vi um absurdo número de ‘treminhões’ que passam nas avenidas como a Miguel Sutil, Fernando Corrêa, por exemplo, principalmente em horário de pico, é inacreditável. Quero que estes caminhoneiros saibam que eles estão sendo monitorados eletronicamente e vão ser notificados”, diz Antenor.

A Semob, por meio da Coordenadoria de Educação para o Trânsito, já tem uma parceria com o Sindmat e realiza palestras de capacitação direcionadas aos condutores de veículos pesados de empresas com sede em Cuiabá para orientar sobre o que especificamente é permitido e sobre toda a legislação referente ao transporte de carga.

“Temos essa parceria com a Semob e a Secretaria pode contar com o sindicato na divulgação e nas demais ações que possam ajudar a melhorar o trafego de caminhões na cidade”, conclui Otávio Fedrizzi.

Assessoria da Prefeitura

Twitter: @estrelaguianews

About admin

Check Also

A

Polícia Civil prende traficante e fecha boca de fumo no bairro Santa Isabel

Um traficante acusado de manter uma boca de fumo no bairro Santa Isabel, em Cuiabá, ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *