Home / Destaques / TJ/MT é finalista em Prêmio Nacional de Comunicação

TJ/MT é finalista em Prêmio Nacional de Comunicação

Pelo terceiro ano consecutivo o Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT) é selecionado como um dos finalistas do Prêmio Nacional de Comunicação e Justiça. Este ano, o trabalho produzido pela Coordenadoria de Comunicação Social do TJMT está concorrendo na 16ª edição do prêmio na categoria ‘Reportagem de TV’. Confira AQUItodos os finalistas.

A comissão julgadora do Prêmio Nacional é formada por 36 profissionais do meio acadêmico e do mercado, de diversas regiões do Brasil. A premiação será entregue durante o Congresso Brasileiro de Assessores de Comunicação da Justiça (Conbrascom), que será realizado entre os dias 20 e 22 de junho, na sede do TJMT, em Cuiabá. Além de concorrer na categoria ‘Reportagem de TV’, os projetos finalistas de todas as categorias concorrerão também ao Grande Prêmio Nacional de Comunicação e Justiça, que contará com os votos do júri técnico e dos congressistas (júri popular) durante o encontro.

“Recebemos com grata satisfação a notícia de que, pelo terceiro ano seguido, estamos entre os finalistas do Prêmio Nacional de Comunicação e Justiça, ainda mais diante do elevado nível de profissionalismo das assessorias de comunicação dos órgãos ligados à Justiça no país. Esse ano foram 286 trabalhos inscritos, número recorde de inscrições, e estar listado mais uma vez entre os melhores projetos certamente é motivo de orgulho para toda a nossa equipe”, afirmou o coordenador de Comunicação Social do TJMT, jornalista Ranniery Queiroz.

O TJMT concorre com a matéria intitulada ‘Caminhos da Recuperação’, veiculada no programa TV.JUS. Nela foi apresentado o trabalho desenvolvido pelo Núcleo Psicossocial Forense (Nups) do Juizado Especial Criminal Unificado (Jecrim) de Cuiabá, que realiza um trabalho diferenciado de recuperação de dependentes químicos, oferecendo várias formas de tratamento não só para os usuários, mas também para a família.

A reportagem mostra como uma mãe deficiente visual, usando a intuição, o toque e o cheiro, descobriu que a filha estava usando drogas. Foram 13 anos de sofrimento até que a mãe foi ao Jecrim buscar o apoio que precisava para sobreviver, minimizar o sofrimento da família e resgatar a filha do mundo das drogas. Assista AQUI à matéria.

No ano passado, o TJMT foi finalista na categoria Publicação Especial com o ‘Catálogo de Artes do TJMT’, uma compilação de 60 obras de artistas mato-grossenses que estão dispostas pelos corredores da instituição. Em 2016, foi finalista na categoria Inovação com a campanha ‘Selfie Premiada’, realizada em alusão ao Dia do Servidor. Nesse ano, o TJMT ganhou o primeiro lugar do XIV Prêmio Nacional de Comunicação, na categoria júri popular.

Assessoria
Twitter: @estrelaguianews

About rosano

Check Also

Operação policial prende cinco e apreende armas e munições em Castanheira

Cinco pessoas foram presas com armas de fogo e munições, durante ação deflagrada pela Polícia Judiciária ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *