Home / Destaques / Seminário marca início do Projeto de Fortalecimento da Rede Estratégia ODS

Seminário marca início do Projeto de Fortalecimento da Rede Estratégia ODS

Publicado por: Rosano Almeida

A Fundação Abrinq, em parceria com a Agenda Pública, a Confederação Nacional de Municípios (CNM), a Frente Nacional de Prefeitos (FNP), com financiamento da União Europeia, organizou o Seminário Parcerias Multissetoriais para os ODS: O Desafio da Redução das Desigualdades, para marcar o lançamento do Projeto de Fortalecimento da Rede Estratégia ODS. O evento, realizado no dia 29 de abril, reuniu 17 representantes e dirigentes de organizações do terceiro setor, governos, setor privado e academia, além de contar com a presença de 160 participantes.

Na abertura, Carlos Tilkian, presidente da Fundação Abrinq, reforçou o orgulho da organização ao coordenar a rede e potencializou a importância de disseminar os ODS. Em seguida, o seminário apresentou três painéis. Na primeira mesa de debate, intitulada O Projeto de Fortalecimento da Estratégia ODS, representantes das organizações parceiras do projeto explicaram a importância de engajar os diferentes setores da sociedade com os propósitos dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, bem como as principais atividades a serem desenvolvidas ao longo de três anos.

Heloísa Oliveira, administradora executiva da Fundação Abrinq, reforça a importância da Agenda 2030 e a influência da Rede Estratégia ODS para fortalecê-la: “A Agenda 2030, na verdade, condensa todos os principais desafios que os países vão enfrentar para alcançar o desenvolvimento sustentável. A Estratégia ODS tem um papel fundamental na mobilização e articulação dos diferentes atores sociais que estão envolvidos com o desenvolvimento, contribuindo para que ele aconteça”.

No segundo painel, chamado As Desigualdades de Gênero, Raça e Geracional, a discussão se aprofundou nos desafios e soluções para o tema no país. Dentre os pontos abordados, destacou-se a situação de vulnerabilidade de meninas no Brasil, demonstrando a necessidade de políticas públicas e ações voltadas à igualdade de gênero para meninas e jovens mulheres, além da necessidade de incluir os homens nas discussões e ações voltadas para a promoção da equidade de gênero.

De acordo com Maitê Gauto, líder de Políticas Públicas da Fundação Abrinq, “a redução das desigualdades na infância demanda uma atuação alinhada de diferentes atores da sociedade. Precisamos do setor privado olhando para a questão da inserção produtiva, formação e geração de emprego. Precisamos do setor público implementando as políticas públicas adequadas para que a população mais vulnerável consiga ter acesso aos seus direitos. E a sociedade civil tem o dever de construir o diálogo com esses demais setores, para que sua atuação seja fortalecida”.

Por fim, o último painel da manhã, nomeado Parcerias Multissetoriais para a redução das desigualdades, contou com a presença de importantes lideranças de organizações representativas do setor privado para debater o cenário atual das políticas públicas e dos ODS no Brasil, com os desafios previstos para a nova legislatura brasileira e o avanço das empresas em relação à adoção dos ODS em suas estratégias. Também foi discutida a necessidade de construir alianças multissetoriais para engajar os diferentes atores sociais.

“Precisamos entender os ODS como uma moldura comum de eixos e metas concretas, para que possamos seguir, coletivamente, em direção a valores como equidade, justiça, democracia e sustentabilidade. Eu vejo o projeto da Rede Estratégia ODS, nos próximos três anos, como iniciativa fundamental ao gerar condições para que a sociedade possa avançar em direção a esses valores”, diz José Marcelo Zacchi, secretário geral do GIFE (Grupo de Institutos, Fundações e Empresas).

Em três anos, o projeto espera ampliar sua rede de signatários em mais de 200 membros, 150 municípios incorporando os ODS aos seus instrumentos de gestão governamental e políticas públicas, além de 400 organizações e movimentos capacitados para a incidência e monitoramento dos ODS, com foco na redução das desigualdades de gênero, geracional e étnico-racial.

A Estratégia ODS é uma coalizão, criada em 2015, que reúne organizações representativas de múltiplos setores com o propósito de ampliar e qualificar o debate a respeito dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável no Brasil e de mobilizar, discutir e propor meios de implementação efetivos para essa agenda. Para saber mais, acesse: www.estrategiaods.org.br 

Clique aqui e confira as fotos do evento.

Siga as redes sociais da Estratégia ODS

Site: http://www.estrategiaods.org.br/estrategia-ods/
Facebook: https://www.facebook.com/estrategiaods/
Twitter: https://twitter.com/Estrategia_ODS

 

Assessoria da Fundação Abrinq

Twitter: @estrelaguianews

About rosano

Check Also

STJ acolhe manifestação do Ministério Público e nega recurso à Energisa

Publicado por: Rosano Almeida O Superior Tribunal de Justiça (STJ) acolheu manifestação do Ministério Público ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *