Home / Destaques / Pinheiro fortalece manifestações folclóricas em apoio ao grupo Flor Ribeirinha

Pinheiro fortalece manifestações folclóricas em apoio ao grupo Flor Ribeirinha

Resgatar as raízes artísticas do povo cuiabano, de forma que as projete para o mundo é uma das missões para o tricentenário da Capital. E a fim de garantir que a culturalidade cuiabana alcance novos públicos e outras culturas, o prefeito Emanuel Pinheiro fortaleceu o compromisso da gestão municipal com o grupo Flor Ribeirinha, em uma tranquila manhã de sexta-feira (08). Ao lado do secretário municipal de Cultura, Esporte e Turismo, Francisco Vuolo, os rumos vindouros da arte que celebra a cuiabania foram tratados, mediante troca de experiências e estreitamento de laços.

“Nós sabemos dos desafios que o Grupo Flor Ribeirinha já enfrentou, com uma história marcada por muita garra, disposição e até dores. E como chefe do Executivo, é imprescindível que o município dedique parte dos seus esforços para garantir a seguridade desse lindo trabalho realizado por esses artistas performáticos. Com sua beleza plástica e movimentos que encantam os olhos, esse time de heróis tem levado Cuiabá para os quatro cantos do mundo, celebrando a vivacidade da nossa cultura em espetáculos únicos. Eles são a prova do tamanho do potencial que nossa cidade tem na produção artístico cultural e da necessidade do poder público investir nos filhos da sua terra. Hoje nos colocamos novamente à disposição de dona Domingas e seu time, entusiasmados para que a Prefeitura de Cuiabá seja um dos grandes fomentadores do grupo, seja por meio de recursos, seja de forma institucional. Trabalhamos dentro da probidade administrativa, apoiando a cultural e solidificando ainda mais as suas raízes, lançando-a para conquistar novos povos”, afirmou Pinheiro.

O apoio do município ao longo dos últimos meses é uma evidência perceptível para os artistas. Para a dona Domingas Leonor, presidente do Flor Ribeirinha, o vínculo com a Prefeitura se fortaleceu ainda mais diante de um dos percalços mais dolorosos sofrido pelos participantes, se estendendo em 2018 por meio de incentivos institucionais e pela construção de uma nova era na cultura folclórica local.

“Fazer arte é uma tarefa repleta de adversidades, pois esbarramos em questões financeiras e circunstanciais que muitas vezes tentam impedir que sigamos adiante com esse sonho tão grandioso que lutamos para todos os dias viver. E nessa jornada, vimos no prefeito Emanuel Pinheiro o entusiasmo de um gestor que se dispõe a abrir os caminhos, a ser um agente participativo e facilitador das manifestações artísticas que aqui produzimos. E como pessoas que amam Cuiabá e querem que o mundo também a ame, nosso desejo é desbravar fronteiras e levar essa arte tão particular para que pessoas diferentes a conheçam. Para que isso seja possível, precisamos caminhar ao lado do município e eu realmente me alegro por saber que o nosso gestor e o secretário Vuolo não desistem da cuiabania, investindo – de fato – seu tempo, cuidado e ideias, para que mais grupos de dança também desfrutem de conquistas valiosas e grandiosas”, refletiu.

Consagrado campeão no 18º Festival Internacional de Arte e Cultura de Bűyűkçekmece, com o espetáculo “Mato Grosso Dançando o Brasil”, o grupo Flor Ribeirinha segue cruzando fronteiras, com uma agenda de apresentações que visam celebrar este manifesto nacional ao redor do estado e do país. Após uma calorosa performance feita recentemente em São Paulo, a trupe de artistas viu seu sucesso despontar ainda mais, em meio a produtores e personalidades do ramo do entretenimento, que prestigiaram a ocasião. E com sua programação bem determinada para todo o ano de 2018, o grupo já tem data marcada para reapresentar seu grande show para o público cuiabano.

“Nos dias 15, 16 e 17 de junho nós estaremos no teatro da UFMT com essa performance poderosa que conquistou a Turquia e queremos muito que a Prefeitura possa prestigiar este momento conosco, tendo o prefeito como representante. Sabemos do valor imensurável que o gestor tem dado para todo este trabalho que temos desenvolvido ao longo destes 25 anos e queremos comemorar este marco ao seu lado, vislumbrando o movimento folclórico para além das divisas matogrossenses. Temos também alguns desafios adiante – com algumas apresentações pré-agendadas em países europeus – e sabemos que novamente o município dará seu aporte, dentro da legalidade e de suas respectivas viabilidades. O que queremos é continuar propagando essa alegria da cuiabania, as tradições vertidas em figurinos bem elaborados e detalhistas, mostrando a cara do povo cuiabano para nações que se quer conhecem o nosso poder artístico como Capital. Essa cidade precisa ser conhecida por seus símbolos históricos únicos e o folclore é um desses elementos que irradia da nossa culturalidade”, compartilhou o diretor-executivo da Associação Cultural Flor Ribeirinha, Jeferson Guimarães Rosa.

Difundir o brilho do folclore cuiabano é uma das tarefas desempenhadas pela Secretaria Municipal de Cultura, Esporte e Turismo, que tem unido forças a movimentos artísticos como o Flor Ribeirinha, a fim de desenvolver uma atmosfera cultural distinta de tudo aquilo que Cuiabá já testemunhou. Para o titular da pasta, Francisco Vuolo, há um leque grandioso de ações que podem ser executadas, a fim de que a cidade de transforme em um centro que celebra as manifestações folclóricas mundiais. “Precisamos pensar na Capital como um pólo promissor de produção artística e para que isso seja possível, é necessário também que sejamos um município que promova essas mesmas demonstrações, atraindo países dos mais distintos para que eles introduzam sua arte ao nosso povo. A força deste grupo liderado por dona Domingas reitera que há público, há interesse e é possível desenvolver festivais e eventos do gênero. E é com essa ousadia em mente que nós já planejamos um projeto ousado que caminha nesse sentido e que será avaliado de acordo com todas as nossas possibilidades”, concluiu.

Assessoria

Twitter: @estrelaguianews

About rosano

Check Also

MPT participa de simpósio sobre combate ao trabalho infantil

Brasília – A Escola Superior do Ministério Público da União (ESMPU) organizou, nesta terça-feira (12), uma ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *