Home / Destaques / Para ministro, programa de gestão do MCTIC servirá de referência para o setor público

Para ministro, programa de gestão do MCTIC servirá de referência para o setor público

A

O Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) lançou, nesta quarta-feira (18), o Innovation Management Professional (IMP), um programa de capacitação na área de gestão da inovação. O projeto vai selecionar 30 projetos de servidores efetivos da administração direta do MCTIC e também das 16 unidades de pesquisa. O IMP será realizado em parceria com a Escola de Negócios Internacionais e Empreendedorismo (SIBE), da Steinbeis University Berlin (Steinbeis).

Na cerimônia de apresentação do programa, o ministro Gilberto Kassab destacou que o programa servirá de referência para o setor público do país, que precisa enfrentar o desafio da gestão, da eficiência e da competência. “O Brasil não pode mais conviver com esse profundo descrédito da administração pública por parte da população brasileira. Essa iniciativa busca mudar essa avaliação atual da sociedade. Precisamos mostrar que os êxitos não são exceção.”

O edital de seleção dos projetos para o Programa IMP será publicado na sexta-feira (20). As inscrições poderão ser feitas até 11 de maio, e a previsão é que o curso tenha início em 25 de junho. Os projetos de pesquisa apresentados deverão estar alinhados aos 21 objetivos estabelecidos pelo Planejamento Estratégico 2018-2022 do MCTIC. O programa terá duração de 14 meses, e a capacitação deverá resultar em inovações nos processos internos do ministério e também para a sociedade.

Segundo o diretor de Gestão Estratégica da Secretaria Executiva do MCTIC, Johnny Ferreira dos Santos, a iniciativa é um desdobramento do Planejamento Estratégico e está integrada a outras ações que visam fortalecer a pasta por meio da formação dos servidores e da melhoria dos processos. “Esse programa é um passo adiante nas capacitações tradicionais. É uma oportunidade para os servidores desenvolverem habilidades, mas também para estimular no setor público a cultura do empreendedorismo, da inovação e da busca por resultados.”

O diretor de Gestão Estratégica reforçou que os servidores interessados no programa devem ter anuência do diretor da unidade em que atuam. “Os participantes não vão ficar desligados por completo de suas atividades. Eles vão ter de fazer uma conciliação entre as suas atividades e a capacitação”, ressaltou.

Módulos

Os módulos do programa acontecerão uma vez por mês, durante três dias, em Brasília. As aulas ocorrerão durante a semana, em período integral. Em novembro, será realizada a etapa de internacionalização dos projetos na Alemanha, onde os participantes ficarão por duas semanas. Os selecionados receberão 360 horas de conteúdo teórico e terão 600 horas para se dedicar ao desenvolvimento do projeto. Ao final do programa, os participantes serão certificados e receberão 20 credit points, que serão computados como créditos para mestrado na Europa.

Para o secretário-executivo do MCTIC, Elton Zacarias, a missão do órgão é ajudar a formar os servidores, melhorar a capacitação e incentivar a inovação. “A expectativa é que os projetos selecionados sejam muito bem aproveitados e de sucesso nessa parceria com os alemães.”

O programa IMP será desenvolvido seguindo o modelo da universidade alemã Steinbeis, com sede em Berlim, que atua por meio da Escola de Negócios e Empreendedorismo Internacional (Sibe).  O modelo Steinbeis-Sibe tem como filosofia a transferência de tecnologia e conhecimento para governo e indústria, por meio da integração entre os setores acadêmico, produtivo, organizações e instituições públicas.

Durante a cerimônia, o diretor-executivo da Steinbeis-Sibe no Brasil, Peter Dostler, fez uma apresentação sobre a história, atuação e método de trabalho da instituição alemã. Ele explicou que a Steinbeis foi fundada em 1972 e possui, hoje, atuação em 50 países, com destaque para projetos desenvolvidos na China, Índia, Coreia do Sul, Estados Unidos e Brasil. “O programa IMP é uma iniciativa do governo brasileiro para trabalhar de fato a inovação no país, com projetos concretos que serão revertidos em ações e resultados para o ministério e para a população brasileira.”

A solenidade de lançamento do programa também contou com a participação do secretário de Políticas e Programas de Pesquisa e Desenvolvimento, Alvaro Prata; do secretário de Telecomunicações, André Borges; e do diretor de Administração, Alfonso Orlandi Neto.

 

Assessoria

Twitter: @estrelaguianews

 

 

About rosano

Check Also

Proposta prevê repasse automático para fundos de saúde

O repasse automático para os fundos de saúde dos percentuais mínimos de investimento na área ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *