Home / Notícias / Escola Antônio Joaquim vence concurso “Empresa Amiga do Meio Ambiente 2019”

Escola Antônio Joaquim vence concurso “Empresa Amiga do Meio Ambiente 2019”

A prefeitura de Várzea Grande, por meio das secretarias municipais de Meio Ambiente, Desenvolvimento Rural Sustentável  e Educação, Cultura, Esporte e Lazer, lançou  enquete para escolha do ‘Selo Empresa Amiga do Meio Ambiente 2019’, que teve início no dia 20 de julho e finalizada no dia 31 de  Agosto. Seis desenhos foram selecionados durante concurso e estiveram a disposição para escolha no site institucional da prefeitura de Várzea Grande. As Pastas desenvolveram várias ações e atividades educativas nas escolas com o tema Meio Ambiente, que ao final, resultou no concurso, onde os alunos concorreram com desenhos, que será layout do selo municipal.

Conceder o selo é uma iniciativa da prefeitura de Várzea Grande voltada para empresas da cidade que sejam ambientalmente sustentáveis. A certificação é concedida pela Prefeitura aos empreendimentos que adotem medidas promotoras da sustentabilidade, com o objetivo de valorizar e incentivar que os empreendimentos busquem cada vez mais ações que contribuam para a preservação do meio ambiente.

A Escola Municipal de Educação Básica “Antônio Joaquim Arruda”, localizada no bairro Hélio Ponce – região do Grande Cristo Rei – foi à vencedora do concurso, onde o desenho da aluna Ester Rafaely Martins de Oliveira, obteve 208.290 votos, de um total de 434.596 votos.

A secretária de Meio Ambiente e Desenvolvimento Rural Sustentável, Helen Farias explica que o  Selo Verde é um certificado Municipal de qualidade ambiental oferecido a estabelecimentos que executem programas e ações de conscientização,  proteção e  preservação do meio ambiente, com efetivo cumprimento das normas ambientais.

“O Selo Verde tem como objetivos principais criar nas pessoas o hábito preservacionista e crítico com relação aos produtos por elas consumidos, incentivar as empresas a manterem padrões de qualidade ambiental adequados, promover o desenvolvimento sustentável. As ações ambientais compreendem o atendimento às exigências da legislação ambiental vigente, a educação ambiental, a coleta seletiva de resíduos sólidos, a valorização de áreas verdes, a aplicação de programas de redução do consumo de água e de energia, a busca da melhoria ambiental contínua dos demais sistemas de gestão ambiental. A adesão das empresas é voluntária”, explica Helen Farias

Para o secretário de Educação, Cultura, Esporte e Lazer, Silvio Fidelis, trabalhar na escola a prática de sustentabilidade é um instrumento eficaz para a conscientização e mudanças de hábitos. “São ações de práticas sustentáveis, que procuramos desenvolver nas escolas, com gincanas, palestras, redação, desenhos, inseridos nas aulas regulares o tema, para dar subsídios aos alunos, e com isso o aprendizado de cada um visa minimizar impactos ambientais, como exemplo o descarte correto do lixo. Devemos ter responsabilidades com os próprios atos e costumes. Se cada um cuidar melhor do meio em que vivem, poderemos ter bons resultados na preservação ambiental de forma global. E para a Educação é muito importante participar deste concurso, que ao final, resultou em outra ação da Gestão Pública Municipal, que é conceder aos  empresários o selo, e o melhor, com o layout criado por um aluno da Rede Pública municipal.O maior legado desse concurso não é a disputa entre as escolas concorrentes, mas sim o esforço de cada aluno, em criar cada vez mais elementos e formas que possam retratar o tema em questão, e neste caso, a preservação do meio ambiente”, pontuou.

A coordenadora pedagógica da Escola Municipal de Educação Básica “Antônio Joaquin Arruda, Ana Alice da Silva e Silva, explicou que a iniciativa tem o objetivo de trabalhar com os alunos a proteção ambiental, quer seja com as temáticas sobre o aquecimento global, coleta seletiva de lixo, reciclagem, plantio de árvores entre tantos outros temas. “O importante foi a participação. Em sala de aula, foi trabalhado a educação ambiental tendo como foco vantagens sobre certas atitudes que podem ajudar a melhorar o destino do Planeta na questão ambiental. O engajamento foi total. Nos sentimos orgulhosos com a premiação, e os esforços da comunidade escolar e da aluna Ester serem reconhecidos. Ela é orgulho para toda a escola”, elogiou.

Além da EMEB “Antonio Joaquim de Arruda”, concorreram ao prêmio as escolas municipais  ‘Professora Lenine de Campos Póvoas’ (Aluno-João da Silva – 6º ano); ‘Júlio Domingos’ (Aluna-Sabrina Soary Ferreira); ‘José Estejo de Campos’ (Aluno-André de Almeida da Silva); ‘Líbia da Costa Rondon’ (Aluno-Arthur Saldanha Bastos – 7º ano); e “Nair de Oliveira’ (Aluna-Ariane Sthefany Correa).

 

Assessoria da Prefeitura

Twitter: @estrelaguianews

 

 

About rosano

Check Also

Mais eleitores que habitantes: CNM atualiza estudo após estimativa populacional do IBGE

A divulgação da estimativa populacional 2018 pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) na ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *