Home / Internacional / Drones perturbam tráfego aéreo no principal aeroporto europeu

Drones perturbam tráfego aéreo no principal aeroporto europeu

O aeroporto londrino de Heathrow, o primeiro da Europa em número de passageiros, anunciou nesta terça-feira (8) ter cancelado os voos temporariamente após a detecção da presença de um drone em seu espaço aéreo. O episódio acontece três semanas depois de uma forte perturbação do tráfego aéreo no aeroporto de Gatwick pela mesma razão.

Segundo informações divulgadas pelo aeroporto em sua conta nas redes sociais, a suspensão dos voos foi decidida por medida de precaução e que “atuava em estreita colaboração com a polícia londrina para impedir qualquer ameaça para a segurança operacional”.

As autoridades constataram a presença de drones perto do aeroporto às 17h05 pelo horário local (15h em Brasília). Segundo uma porta-voz do aeroporto, cerca de uma hora mais tarde o tráfego já havia sido retomado. Ela não informou o número de voos afetados pelo incidente.

Heathrow, situado do oeste da capital britânica, recebe, em média, mais de 200 mil passageiros diariamente, segundo dados de 2017 divulgados em seu site. Servindo 204 destinações em 85 países por meio de 81 companhias aéreas, o aeroporto é considerado o mais importante da Europa em termos de tráfego.

Exército estava pronto para agir

O ministro dos Transportes, Chris Grayling, declarou que “o exército estava pronto para acionar rapidamente em Heathrow o mesmo equipamento utilizado em Gatwick”. Ele faz alusão ao segundo aeroporto mais frequentado do país, no sul da capital, que teve que anular ou desviar cerca de mil voos entre os dias 19 e 21 de dezembro de 2018 em razão da presença de drones em seu espaço aéreo. Cerca de 140 mil passageiros foram afetados pelo incidente e o exército chegou a ser mobilizado para garantir a segurança.

O governo acaba de anunciar medidas para que os drones sejam proibidos em um perímetro de cinco quilômetros em volta dos aeroportos do país. Uma regulamentação já existe sobre o tema mas, até então, a restrição dos aparelhos se limitava a uma zona de um quilômetro.

Um sistema de multa também foi proposto para os donos dos drones surpreendidos em regiões proibidas. Os aeroportos de Heathrow e Gatwick também informaram, sem dar o montante exato, que vão investir milhões de libras em equipamentos anti-drone.

 

RFI

Twitter: @estrelaguianews

About rosano

Check Also

Em desespero, venezuelanos buscam água ao lado de esgoto

O pior apagão da história da Venezuela, que entrou em seu quinto dia nesta terça-feira ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *